A escola hoje

Posted On 31 de maio de 2010

Filed under Escola

Comments Dropped leave a response

Bom, eu estudo em uma escola pública estadual.

Um dia desses, faltaram 10 professores. Sim, 10 professores. E o que a direção da escola fez ?

a) Adiantou as aulas e dispensou os alunos

b) Deixou os alunos a toa nas aulas em que os respectivos professores faltaram

c) Arrumou substitutos (professores recém formados que não sabem nem manusear um giz) para “ocupar” esse tempo livre dos alunos

Isso mesmo, letra c. Uma classe foi embora logo na primeira aula, pois não tinha um professor sequer que pudesse dar aula, nem mesmo essas prostitutas (vulga substituta), que pensam que a classe é salão de beleza para ficar sentada a toa, lixando as unhas e passando batom. Outra classe, foi embora duas aulas mais cedo, porque uma professora adiantou aula.

Naquele dia, eu tinha aula com 3 professores que faltaram. O primeiro substituto chegou, escreveu na lousa “Pág 23,1 ao 5”, sentou a bunda na cadeira, e lá permaneceu durante a aula inteira. Perguntado se ia vistar, disse que sim. Era fácil, você apenas tinha que abrir a apostila na página 23, responder meia dúzia de merda nos exercícios 1,2,3,4 e 5, só pra preencher espaço, e levar lá para ele vistar. Ele sequer lia as respostas (também, mesmo que lesse, não tinha o menor conhecimento sobre o assunto, não saberia dizer se estava certo ou errado). A outra substituta, era uma professora de educação física, e a aula nada tinha a ver com educação física, era português, se não me engano. Pediu para descermos para a quadra, e lá ficamos, durante uma aula inteira, olhando pro nada e inevitavelmente, para os moleques retardados que se matavam enquanto jogavam futebol (pareciam homens das cavernas, seminus, suados, grunhindo). Estávamos sem professor pra última aula também, íamos ser dispensados, mas de última hora, a “diretora” (está mais para turista) arrumou um substituto. A classe, é claro, ficou puta. Todos, sem exceção de nenhum, queríamos ir embora, cada qual por um motivo. A grande maioria, queria ir embora porque odeia a escola, só a frenquenta para exibir suas “roupas” (cintos usados como saias, tops usados como blusas, calcinhas usadas como shorts, bonés, óculos & afins da Oakley/ Hurley comprados no camelô, fingindo ser de marca, correntes de “prata” que pesam 5kg cada, tamancos da luilui que parecem tijolo baiano, etc), pegar/ ficar/ trepar (escola sem pegação e putaria não é escola), e conversar/ organizar festas. Mas tinham alguns poucos, como eu, que queriam ir embora pelo seguinte : tínhamos passado duas aulas absolutamente a toa, e, sejamos francos, se é pra ficar a toa na escola, é melhor ficar em casa, onde aproveito melhor meu tempo livre. E pra melhorar, ainda estávamos cheios de trabalhos e pesquisas para serem feitas, eu poderia aproveitar esse tempo para adiantá-los.

Mas o que as acéfalas da diretoria fizeram ? Arrumaram um substituto de última hora, a classe já estava na frente do portão de saída, quando a inspetora de merda veio avisar que era pra classe inteira voltar que ia ter aula. Lógico, todos ficaram putos, mas fazer o que ? Infelizmente temos que obedecer ordens dos “superiores” (hahaha superiores, essa é boa). E lá vai a classe inteira pra sala de aula novamente. Tive um pequeno desentendimento com a coordenadora (nem sei se é mesmo coordenadora, a cada semana elas brincam de trocar de cargo, esse povo adora um troca-troca), e então ela foi até nossa sala para explicar o que havia acontecido, e depois, é claro, foi ter uma “conversa” (pessoas ignorantes não têm a capacidade de dialogar) em particular comigo – a mesma ladainha de sempre.

Após ela sair da sala, uma menina disse :

“Poxa professor sacanagem você ter aceitado dar aula pra gente, já estava todo mundo no portão esperando pra ir embora!”

E ele respondeu :

“Ah, você acha que eu ia dizer não pra eles ? Nem a pau, depois eles iam comer meu rabo ! Eu não via a hora dela sair daqui, não aguentava mais essa mulher falando, pelo amor de Deus ! Eu já estava quase pedindo licença pra ela, pra eu poder dar a minha aula sossegado.”

E a menina retrucou :

“Ah professor, mas é sacanagem … você poderia ter falado alguma coisa pra ela, sei lá … !”

Por fim o professor disse :

“Ah mas fala sério … você realmente acha que eu vou dar aula agora ? Última aula, vocês ai querendo ir embora, EU querendo ir embora …”

Sem comentários né ! Não tem nem o que falar diante disso. Eu não condeno o professor, ele já me substituiu uma aula de dac de geografia, e explicou a matéria direitinho. Culpo mais a diretoria da escola, que não tem um controle sobre as coisas; uma escola tão antiga quanto a que eu estudo tinha que ter uma noção de que isso pode acontecer, e eles têm que ter substitutos de qualidade para esses momentos. Se bem que professor de qualidade, tanto em escola pública quanto em escola particular é mito.

Resumindo: ficamos 3 aulas, ou seja, aproximadamente 150 minutos – 2 horas e meia – a toa.

E depois não entendem o motivo do meu desânimo em ir à escola, de mais de 10 matérias, as únicas que têm professores de qualidade são no máximo 3.

The BURRO is on the table.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s