Posted On 31 de maio de 2010

Filed under Televisão

Comments Dropped leave a response

SBT quer namoro às escuras no programa da Eliana

Para socorrer o programa da Eliana, SBT usará o namoro às escuras. O reality show foi desenvolvido para a linha noturna e já foi gravado ao lado da residência de Sílvio Santos. Homens e mulheres ficam na casa, com alguns encontros às escuras, podendo fazer o que quiserem. Porém, para entrar no programa de Eliana, terá que sofrer muitos cortes.

A nota divulgada pelo jornal “Folha de S.Paulo” caiu como uma bomba na emissora. Mais do que apontar que a audiência de Eliana está baixa, o texto diz que Eliana precisa de socorro. Mas não é bem isso que acontece. Quem acompanha os bastidores do programa, sabe que a atração luta de igual para igual pela audiência.

(Notícia retirada do site da rádio Jovem Pan)

Domingo retrasado, eu estava a toa, sem nada para fazer e decidi fazer uma coisa que não fazia há tempos: assistir televisão. Liguei, na Globo estava passando um filme escroto de desenho animado, não me interessou muito, mudei estão para o SBT e me assustei quando vi a Eliana. Sou da época em que a Eliana apresentava programas voltados para o público infantil, da época que ela se vestia de um jeito digamos, peculiar e tinha como companheiro o inesquecível Melocoton.

Capa do CD de 1995, Eliana e Melocoton

Enfim, ela não parava de falar na nova atração do seu programa, “Romance as Escuras”, e, como o esperado, deixou o novo quadro pro final do programa, para “prender” os telespectadores. Como eu não tinha nada parar fazer, e não tinha mais o que assistir, acabei deixando no programa dela mesmo. Após quadros básicos (talvez até obrigatórios) que todo programa de domingo tem que ter (competições entre famosos, entre anônimos, uma putariazinha básica, alguma dança em que as mulheres mostrem bastante a bunda e peitos, etc), finalmente começou esse tal “Romance as Escuras”.  Eliana entrou em um quarto escuro, para conhecer a sensação que os participantes sentiriam, e o Ratinho também entrou nesse quarto, sem a Eliana saber que era ele quem estava lá. Foi nesse dia que eu pude perceber o quão retardada ela é, os gritinhos dela, as pequenas frases que ela disse, a cara dela … Puta que pariu, que mulher retardada ! Se eu fosse homem, não ia aguentar 2 dias de namoro com uma mulher dessas !

Passada as frescuras, ela convidou uma moça ao palco (acho que era a criadora desse quadro), e pediu para que ela explicasse melhor esse quadro. A moça fez um discurso políticamente correto, dizendo que hoje em dia as pessoas se importam muito com a aparência, e todo o blá blá blá de sempre. A intenção era formar casais no escuro, eles só se conheceriam fisicamente, após terem pego um “afeto/carinho” um pelo outro, e a aparência então não importaria, visto que se eles se “gostaram” foi pelo que são por dentro, não pelo que são por fora.

E o quadro então começou a ser exibido. Três homens e três mulheres. Nâo demorou muito para que os casais começassem a se pegar se entrosar. As três mulheres ficavam em um quarto, e os três homens em outro (quartos claros), e tinham o direito de se encontrar no quarto escuro. Após se pegarem conversarem, os três casais já estavam formados, e chegou então a hora deles conhecerem a aparência um do outro. Claro que todos buscavam pessoas lindas, de corpo magro e sarado, loiras de um metro e oitenta e bonitões com a pele queimada do sol e com quadradinhos na barriga. E é claro que não foi isso que encontraram. As pessoas não entendem que essas capas de Playboy, Vip, etc e tal, não são pessoas naturais, são pessoas fabricadas. Desde quando existe na natureza humana uma pessoa loira, de cabelo liso, com corpo magro e bundas e peitos desproporcionais ao corpo, com pele brozeada e olhos claros? Existir deve existir, mas qual a porcentagem das que nascem assim ? 1% ? Talvez até menos. Ninguém é perfeito, e isso também vale pro lado físico.

Quando a luz se acendeu e cada um conheceu o seu “parceiro” foi a parte mais engraçada. Ver a cara de decepção da maioria foi muito interessante. Procurei na internet fotos ou vídeos desse momento, mas infelizmente não encontrei.

O programa entrou em contradição absoluta ! Adoro quando isso acontece.

Segundo a criadora (ou sei lá o que) do quadro, a intenção era mostrar que é possível gostar de alguém sem ao menos conhecer sua aparência, o que significaria que a aparência é o que menos importa, e quando chega no final do quadro, dos três casais apenas um dá certo, os outros dois não deram certo porque um não gostou da aparência do outro.

É possível gostar de alguém sem se importar com sua aparência ? Não. Sem hipocrisia, não dá. Querendo ou não a aparência conta, o que é possível é gostar da pessoa mais ou menos pela aparência. A aparência conta, isso é fato, mas não podemos deixar que esse critério predomine, muitas vezes a embalagem engana. Quantas vezes já não compramos um produto só por sua embalagem bonita, e ao tirar essa embalagem nos decepcionamos ?

Não gosto de quadros assim, aliás, não gosto de programas assim. Teve uma mulher  que chorou, fez draminha, disse que não estava lá pra brincar, que estava lá pra encontrar o amor da vida dela, e foi apenas mais uma tentativa frustrada. Putz, é sério que a mulher esperava encontrar o amor da vida dela em um ambiente tão baixo como aquele ?? Só pode estar de brincadeira né …

Oi

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s